sábado, 1 de maio de 2010

O AMOR DO PAI


Deus não é um prêmio a ser entregue a uns poucos eleitos. É uma dádiva abundanate como a mais torrencial tempestade. Para encharcar-se dela, é preciso "descer" até o próximo, pois falso é o amor que não faz o outro sentir-se amado.

Nenhum comentário: