sexta-feira, 18 de abril de 2008

Jesus e Zaqueu

Jesus e Zaqueu:
Não me perguntes porque na árvore subi.
Só sei que nunca me arrependi
Não me perguntes que cor tinham os olhos de Jesus,
Só sei que penetrou-me até os ossos.
Não me perguntes se era baixo ou alto,
Só sei que repreendeu, com amor, os meus atos.
Não me perguntes se eram compridos seu cabelos.
só sei que nunca vou esquecê-los.
Não me perguntes se era morena a sua pele.
só sei que seu jeito de ser nunca fere.
Não me perguntes se era vermelho seu manto,
Só sei que era nobre e santo.
Não me perguntes se sua voz era suave e bela.
Só sei que tudo nele, puro amor revela.
Não me perguntes porque da árvore para descer me chamou,
Só sei que naquele momento meu coração de alegria vibrou.
não sei porque na minha casa quis entrar,
Só sei que para sempre minha vida fez mudar.
Não sei porque de minha mesa quis comer.
Só sei que, ao repartir os meus bens, o céu quis me devolver.
Não sei porque tudo isso a mim aconteceu,
Só sei que seu coração de mim se compadeceu...

Da revista "O mensageiro do Coração de Jesus"


Nenhum comentário: